Brasil conhece 'conta a pagar' por mudanças climáticas

 

Rio de Janeiro – Até então jamais quantificados de maneira objetiva e reunidos em um estudo coordenado, os prováveis efeitos do aquecimento global no Brasil ganharam números e parâmetros preocupantes nas últimas semanas com as divulgações quase simultâneas de mais um volume do primeiro relatório oficial do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC) e da primeira parte do Quinto Relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU (IPCC, na sigla em inglês). Elaborados por centenas de cientistas e pesquisadores, ambos os relatórios apontam para problemas iminentes que deverão ser enfrentados pelo Brasil, como o aumento da temperatura média em todas as regiões do país, a elevação do nível do mar, e o colapso do regime de chuvas. Essas mudanças terão impacto sobre a biodiversidade, a agricultura e o fornecimento de energia, entre outros aspectos da vida nacional.

O Brasil e a América Latina, segundo Perry Anderson

 

O neoliberalismo segue aprofundando seu poder no mundo. Só na América do Sul a direção adotada tem sido a contrária, com maior ênfase no papel do Estado e no controle público e menos nas privatizações. A América Latina está no contrafluxo, sendo portadora de uma esperança que não existe em nenhum outro lugar do mundo hoje. E esse processo traz uma novidade importante. A maior nação do continente, o Brasil, não está na retaguarda como estava em 1820, mas sim na linha de frente. O Brasil foi o primeiro país latino-americano a cancelar uma viagem aos EUA, que costuma ser um tradicional exercício de humildade para os governos da região. Tudo isso ainda é uma obra em andamento, concluiu, mas é um processo no contrafluxo da ideologia mundial dominante que representa uma esperança para outros lugares do mundo.

Graziano: uma ponte entre América Latina e África

 

Eleito em 2011 para dirigir a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), José Graziano da Silva levou ao plano internacional a experiência de quem no Brasil liderou a agenda da luta contra a fome dentro do Partido dos Trabalhadores, desde a sua fundação. Nessa trajetória seria um dos principais responsáveis pela criação e a implantação inicial do Fome Zero, no primeiro governo Lula, em 2003.

Itamaraty apoia proposta alemã que defende direito à privacidade

O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, disse que o Brasil apoia a proposta da Alemanha que adiciona ao pacto internacional dos direitos econômicos e sociais o direito à privacidade

“A proposta alemã é um protocolo adicional. Estamos dispostos a apoiar nossos parceiros”, disse, depois de participar do evento “A Agenda Estratégica do Brasil”, organizado pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri).

Força de projetos progressistas da América Latina será medida em novo ciclo eleitoral

Depois de anos de governos progressistas em alguns dos países latino-americanos, um novo ciclo de eleições se aproxima e coloca em aberto os rumos políticos do continente. Apesar de diferenças em cada um dos países, as próximas votações devem possibilitar a análise da força desses projetos, seja por sua continuidade, ascensão ou queda.

Europa quer maior cooperação com micro e pequenas empresas brasileiras

 

Em visita oficial a Brasília, o vice-presidente da Comissão Europeia para Indústria e Empreendedorismo, Antonio Tajani, enfatizou, na Confederação Nacional da Indústria, que as oportunidades de crescimento conjunto são grandes, mas não só para as empresas de maior porte. “A pequena empresa deve estar na linha de frente das ações”, disse.

O comissário disse que a cooperação Brasil-Europa no segmento de pequenas empresas “é muito bem-vinda”, mas destacou a necessidade de maior investimento em inovação e pesquisas, de modo a estruturar melhor os empreendimentos, dar mais segurança e previsibilidade aos investimentos.

América Latina vive clima de expectativa por crise fiscal nos EUA

A América Latina teme que a incerteza fiscal nos Estados Unidos, seu maior parceiro comercial, afete a taxa de câmbio e enfraqueça seu crescimento, já revisado em baixa pelo FMI (Fundo Monetário Internacional) com perspectivas sombrias, disseram analistas da região neste domingo à Agência Efe.

Com Alca, avanços sociais e econômicos não seriam possíveis, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira (14/10), em entrevista ao jornal argentino Página 12, que, se a América do Sul não tivesse evitado a criação da Alca (Área de Livre Comércio das Américas), “a região não poderia ter dado o salto econômico e social que deu na última década”. O acordo foi proposto pelos Estados Unidos em 1994 e está paralisado desde 2005.

Dilma anuncia sistema de proteção para emails do governo

 

A presidenta Dilma Rousseff anunciou no domingo 13, no Twitter, que os emails do governo federal serão protegidos por um novo sistema, criado pelo Serpro - serviço federal de processamento de dados - para evitar casos de espionagem. "Determinei ao Serpro a implantação de um sistema seguro de emails para todo o governo federal. Esta é a primeira medida para ampliar a privacidade e a inviolabilidade das mensagens oficiais", disse.

Brasil colabora com São Tomé e Príncipe em plano de combate ao trabalho infantil


 A lista das piores formas de trabalho infantil - chamada TIP - e o Plano Nacional de Combate ao Trabalho Infantil de São Tomé e Príncipe, ilha na Costa Atlântica da África, foram os resultados de uma parceria com o Brasil e os Estados Unidos, por meio de um projeto de cooperação Sul-Sul. Foram promovidos seminários, campanhas de conscientização, encontros regionais, entre outras atividades, para o combate ao uso de mão de obra de crianças e adolescentes e a aproximação da meta mundial de erradicação das piores formas de trabalho infantil em 2016 - segundo compromisso assumido pela comunidade internacional em 2010, na Conferência de Haia sobre o tema. A meta é uma das principais questões debatidas na 3ª Conferência Global sobre Trabalho Infantil, que começou na terça-feira (8) e termina hoje (10) em Brasília.